No seguimento das visitas institucionais que estamos a realizar, na passada sexta feira, dia 16 de Dezembro, fomos recebidos pela empresa Águas da Figueira.

Uma reunião, que se pautou pelo debate de ideias e onde foram abordados temas de grande relevância para o nosso concelho, como a sustentabilidade ambiental e económica, estratégias atuais e futuras em relação à gestão de perdas de água, tratamento de afluentes, a situação relativa ao contrato de concessão, saneamento, empreitadas efetuadas e projetos a realizar.

Visita Águas da Figueira

 
É com enorme preocupação e apreensão que, o PSD da Figueira da Foz, se apresenta, após o conhecimento do encerramento, temporário, de duas unidades de saúde de proximidade do lado sul do concelho, o Centro de Saúde de S. Pedro e da Marinha das Ondas (recentemente aberto, após a sua reabilitação), devido à escassez de funcionários de várias especificidades que um serviço destes contempla.

A saúde é um dos principais pilares para o bem-estar, qualidade de vida e segurança de toda a população.

E, no caso concreto, do nosso concelho, estes fatores são igualmente importantes. Sendo fundamental garantir uma saúde de proximidade de forma equitativa para todos. Não esquecendo que, o seu acesso, é um direito fundamental. 

Num município onde, a população apresenta-se com um índice elevado de envelhecimento e, aleado a esta condição, a rede de transportes públicos ser escassa, o suprimir de serviços tão basilares, como são as extensões de saúde, coloca, quem mais precisa, numa situação difícil, onde, muitas vezes, aceder a serviços de saúde de proximidade mais distantes, torna-se numa tarefa quase impossível. 

Relembrar ainda que, a Ponte Edgar Cardoso, irá passar por uma intervenção profunda, que implicará o constrangimento, principalmente, no horário noturno, num período longo, que ultrapassará, os 2 anos. 

E perante a “nublosa” informação que se apresenta, no que se refere ao funcionamento destes serviços de saúde, durante todo o tempo de execução da empreitada da ponte que liga as duas margens do rio mondego, aumenta a nossa preocupação, principalmente quando, nas vésperas destes acontecimentos, aconteça, como já ocorreu no passado, a supressão de unidades de saúde primárias. 

Os cuidados de saúde são cada vez mais necessários e nesta altura do ano a atenção a este nível eleva-se para o dobro. 

Por isso, apelamos, ao bom-senso destas questões junto das tutelas governamentais, destacando o direito ao acesso a serviços de saúde de qualidade e tão importante quanto isto, reforçar que os cuidados de saúde devem estar ao alcance de todos, de forma igual, sem existir diferenciação, em todo o território da Figueira da Foz.

Encerramento de duas unidades de saúde de proximidade do lado sul do concelho

 

A concelhia do PSD da Figueira da Foz está a levar a cabo a iniciativa de realizar diversas reuniões com entidades do concelho da Figueira da Foz, promovendo a proximidade e o diálogo entre instituições e pessoas. 

 

Neste perspectiva, foi realizada uma reunião, na passada quarta-feira, com os elementos que compõem o Conselho de Administração do Hospital Distrital da Figueira da Foz.

 

Numa reunião muito rica em informação, destacamos assuntos como o condicionamento da ponte Edgar Cardoso e quais as estratégias que estão a ser desenvolvidas pelo HDFF em parceria com todas as entidades responsáveis pela saúde para diminuir, da melhor forma possível, os constrangimentos que possam ocorrer. Além do mais, foi também abordada a questão, que afeta, particularmente esta altura do ano, a afluência significativa de doentes urgentes no serviço de urgências. Estratégias e funcionamento diário para colmatar estes picos sazonais.

 

Agregado a estes esclarecimentos, foi nos informado a intenção de cativar e trabalhar para uma equipa médica e de enfermeiros mais alargada e especializada, assim como nos foi comunicado vários projetos que estão em desenvolvimento no espaço físico do hospital e que melhorarão, significativamente, o trabalho desenvolvido, assim como serão criadas melhores condições para os seus doentes. 

 

Terminamos dizendo que agradecemos este diálogo esclarecedor e motivador para todos nós!

Reunião com o Conselho de Administração do Hospital Distrital da Figueira da Foz

 

Ontem, dia 30 de novembro, na Reunião Extraordinária de Câmara foi aprovado o Orçamento para 2023 com a Abstenção do PSD. Estaremos atentos e sempre com uma postura responsável perante o que será desenvolvido no próximo ano.

Orçamento para 2023

Mensagens antigas Página inicial